• Banner Blog

Transmissão do coronavírus por aerossóis: entenda melhor aqui!

Autores*: João Pedro Thimotheo Batista, Leandra Prates Diniz, Gabriella Yuka Shiomatsu, Vitor Yukio Ninomiya, Ricardo Tadeu de Carvalho.

Você sabe o que são os aerossóis e como a transmissão do coronavírus por aerossóis ocorre? O novo coronavírus pode ser transmitido por diversas maneiras. Dentre elas, por meio de partículas respiratórias geradas pelo contato entre pessoas é uma das principais formas. Frequentemente, ouvimos falar  das minúsculas gotículas de saliva.

Mas você sabia que há partículas ainda menores, os aerossóis? Eles não são vistos e são muito leves. Por isso, podem viajar por maiores distâncias e passar pelas frestas das máscaras sem vedação adequada 

Quer entender mais sobre o papel dos aerossóis na transmissão do coronavírus? Então, acompanhe o nosso post!

 

Transmissão do coronavírus

Antes de explicarmos o que são os aerossóis, é importante entender quais são os meios de transmissão existentes para o novo coronavírus (SARS-CoV-2).

A principal forma de transmissão é a chamada direta de pessoa para pessoa  pela respiração. Nela, o contato próximo permite que gotículas respiratórias de uma pessoa doente, isto é, as liberadas pela tosse, espirro ou fala, alcancem uma outra pessoa por meio do ar, caindo no chão ou em alguma superfície. Ou seja, elas não ficam suspensas muito tempo no ar por serem muito pesadas.

Essas gotículas carregam o coronavírus e infectam as pessoas a partir do contato com as mucosas, ou seja, boca, nariz e, possivelmente, pelos olhos. É importante lembrar que a transmissão também pode ocorrer ao se encostar a mão contaminada com essas gotículas nas mucosas.

Até os dias de hoje, a transmissão por contato direto do vírus com outras partes do corpo que não sejam essas mucosas respiratórias - como a pele - não foi confirmada. E apesar do coronavírus ser detectado nas fezes, no sangue e no sêmen, a transmissão do vírus por meio dessas vias não é significante

Assim como as gotículas que mencionamos, os aerossóis também podem participar da transmissão direta, de pessoa para pessoa, pela respiração. Mas o que são os aerossóis?

 

O coronavírus é transmitido por aerossóis?

Os aerossóis são partículas ainda menores que as gotículas. Falar, espirrar, tossir e procedimentos médicos que envolvem secreções respiratórias também podem gerar aerossóis. Essas pequenas partículas permanecem suspensas no ar por algumas horas e podem ser carregadas por correntes de ar, movimentando-se. 

Mas os aerossóis transmitem, de fato, o coronavírus? Em um estudo publicado na revista Journal of the American Journal Association (JAMA) por Bourouiba L, experimentos científicos detectaram a presença de aerossóis contendo o material genético do vírus em hospitais e diversos outros ambientes. Isso sugere uma possibilidade de que o coronavírus possa ser transmitido dessa forma. 

Alguns estudos sugerem que a transmissão por aerossóis não é tão significante quanto possa se desconfiar. Um deles, publicado por Klompas M, Baker MA e Rhee C na revista científica Journal of the American Journal Association (JAMA), demonstra que a quantidade de pessoas contaminadas deveria ser maior do que é atualmente, caso o coronavírus tivesse os aerossóis como uma das principais vias de transmissão. 

Entretanto, por mais que o coronavírus seja encontrado em aerossóis, essa evidência não é suficiente para provar, com certeza, que os aerossóis são capazes de transmitir o vírus. A transmissão não depende unicamente da presença do vírus, mas também da quantidade, no tempo de exposição e nos mecanismos de defesa do organismo. 

 

Entendendo as notícias ...

Diante disso tudo, vemos que o assunto é bastante controverso - e por isso está sempre em foco nas discussões mundiais. Em outro ponto de vista diferente do que já mencionamos, o reconhecido jornal The New York Times publicou uma matéria discutindo a transmissão por aerossóis e menciona o recente reconhecimento desse meio de transmissão pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e como ele pode ser mais importante do que achamos. 


Dentre os diversos estudos citados na matéria, um deles, publicado na revista The Lancet por Fennelly KP, reforça a importância dos meios de prevenção, como o uso de máscaras, para impedir tanto a disseminação quanto a contaminação por aerossóis contendo o vírus.

 

Prevenir-se é essencial!

Agora que você já sabe como a transmissão do vírus ocorre, ou seja, principalmente no contato direto por gotículas e possivelmente com a transmissão do novo coronavírus por aerossóis, não deixe de se proteger! O uso de máscaras cobrindo nariz e boca é fundamental, assim como a higiene das mãos e o distanciamento físico e social. Essas medidas são muito eficazes em diminuir a transmissão do vírus e impedir que você fique doente.

 

Quer entender melhor os termos e conceitos sobre o novo coronavírus e a pandemia de covid-19? Acesse o nosso Dicionário "Para Entender a Pandemia"!

*Este post foi escrito pelos alunos da Faculdade de Medicina da UFMG pela parceria da SES-MG com o projeto Adote sua Vizinhança em Tempos de covid-19

© 2021 SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social.