Grupo de Análise e Monitoramento da Vacinação em Minas Gerais (GAMOV)

 

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

2021

1) O QUE É O GAMOV?

A sigla GAMOV significa Grupo de Análise e Monitoramento da Vacinação. Este grupo foi concebido 6 meses após o início da vacinação contra Covid-19 no Estado de Minas Gerais, com o intuito de possibilitar a discussão integrada entre os setores envolvidos na vacinação, tanto das Unidades Regionais de Saúde (URS) quanto do nível central da SES-MG. As orientações são padronizadas e o apoio aos municípios é mais efetivo. Foram implantados 28 GAMOV Regionais (um em cada Unidade Regional de Saúde) e 1 GAMOV Nível Central. Todos com a participação ativa de apoiadores do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS).

2) COMO ELE FUNCIONA?

O GAMOV Nível Central realiza reuniões quinzenais, com base nas informações que retornam dos GAMOV Regionais. Também com periodicidade quinzenal, os GAMOV Regionais discutem os principais pontos de alerta e os indicadores do seu território, relatando as discussões em formulário específico.

A cada reunião do GAMOV Nível Central, é produzido um Relatório Técnico, que subsidia as deliberações do COES Covid-19 (Comitê de Operações Emergenciais de Saúde do Covid-19), bem como as reuniões dos GAMOV Regionais.

O objetivo principal do GAMOV é realizar a análise e o monitoramento da vacinação, especialmente para vacinação contra Covid-19, para proposição de ações no âmbito do Estado de Minas Gerais. Além disso, também são objetivos deste grupo:

- Monitorar o cenário de vacinação, em parceria com a Sala de Situação Estadual e Regional, através de apuração dos indicadores e coberturas vacinais, por unidade territorial, conforme diretrizes do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19.

- Discutir as ações a serem desenvolvidas, bem como o suporte da SES-MG para o avanço da vacinação nos territórios e alcance de coberturas vacinais por grupos, conforme preconizado;

- Avaliar e propor sobre o envio de equipes de campo para apoio nas ações de vacinação;

- Apoiar e levar proposições para serem discutidas e aprovadas no Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COES);

- Avaliar o impacto da vacinação nos territórios;

- Dar encaminhamento às diversas demandas trazidas pelos municípios e Unidades Regionais de Saúde, junto às áreas internas da SES e parceiros, simplificando os processos de trabalho;

- Promover a integração da Vigilância em Saúde e Atenção Primária no nível central e Unidades Regionais de Saúde;

- Reconhecer e multiplicar experiências exitosas em vacinação, promovendo a inovação dos processos de trabalho e o reconhecimento profissional;

- Possibilitar a melhoria das coberturas e homogeneidade vacinal, tanto das vacinas contra Covid-19 quanto das demais vacinas pertencentes ao Calendário Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde, reduzindo a incidência das doenças imunopreveníveis na população mineira.

3) QUEM PARTICIPA DO GAMOV NÍVEL CENTRAL E DOS GAMOV REGIONAIS?

Participam representantes da Vigilância em Saúde (Epidemiológica e Sanitária), Imunização, Atenção Primária à Saúde, Sala de Situação, Comunicação Social e também do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS), sendo gestores/representantes/apoiadores regionais. A riqueza das discussões está justamente na participação conjunta de atores estaduais e municipais, que estão diretamente envolvidos nas ações de vacinação.

4) QUAIS INDICADORES O GAMOV ACOMPANHA?

O GAMOV acompanha indicadores relacionados ao registro no Sistema de Informação, capacidade de aplicação das doses recebidas e indicadores de efeito da vacinação, como a redução da Taxa de Mortalidade.

03 03 banner Gamov

A partir da tabulação semanal destes indicadores pela Sala de Situação, os municípios são classificados em Grau de Alerta Baixo, Médio e Alto, conforme sua performance. Com esta classificação, é possível verificar quais municípios precisam ser priorizados para apoio das regionais de saúde e do nível central.

5) ALGUNS RESULTADOS DO GAMOV

  • 100% dos GAMOV Regionais realizam as reuniões quinzenalmente como proposto;
  • 100% dos GAMOV Regionais fazem uso dos indicadores para avaliação dos seus municípios em relação ao avanço da vacinação;
  • Em avaliação realizada através de questionário, 88% dos membros dos GAMOV Regionais percebem melhora na análise de situação de saúde e reconhecimento das dificuldades enfrentadas pelos municípios após implantação da estratégia;
  • 83% dos membros dos GAMOV regionais percebem melhora na capacidade de atuação e apoio junto aos municípios;
  • Foram realizadas diversas adequações na distribuição de vacinas para os municípios após retorno das informações nos formulários quinzenais;
  • Os indicadores permitem a análise de situação de saúde pelas Unidades Regionais de Saúde junto aos municípios, especialmente em relação às coberturas vacinais;
  • Conhecimento das dificuldades em relação ao registro das doses no SIPNI (Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações) e Vacinômetro, bem como proposição de sugestões para melhorias;
  • Integração da área técnica de imunização com a Sala de Situação Estadual;
  • Priorização de reuniões e ações junto aos municípios, de acordo com análise dos indicadores do avanço da vacinação e conhecimento dos locais mais críticos;
  • Integração entre Vigilância em Saúde, Atenção Primária e COSEMS (Conselho de Secretários Municipais de Saúde), permitindo a participação ativa dos gestores municipais nas discussões a nível regional;
  • Avaliação semanal das perdas técnicas e perdas físicas de vacinas nos municípios, permitindo intervenções oportunas;
  • Foi criado mais um canal de comunicação direto com o nível central, de forma sistematizada e simplificada, através dos formulários de “feedback” dos GAMOV Regionais;
  • Melhoria da completude do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI).
  • Certamente o GAMOV, enquanto estrutura capaz de modificar a governança nas regionais e os processos de trabalho, tem sido um dos responsáveis pela qualificação dos dados e pela evolução da vacinação no Estado de Minas Gerais.

© 2022 SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social.