• Banner Blog

Novos hábitos: cuidados com o lixo domiciliar

Autor*: Vitor Yukio Ninomiya

De acordo com a Classificação de Risco dos Agentes Biológicos, publicada em 2017 pelo Ministério da Saúde, o novo coronavírus (SARS-CoV-2) é considerado um agente biológico pertencente à classe de risco 3, ou seja, possui uma transmissão de alto risco individual e moderado risco para a comunidade. Sendo assim, além das medidas preventivas amplamente divulgadas, como o uso de máscaras, higienização das mãos e superfícies e o distanciamento, deve-se dar atenção especial aos resíduos infectados por esse vírus.

Descubra aqui, neste post, quais são os cuidados que devemos ter com o lixo domiciliar para não colocar em risco a saúde da sua família e dos profissionais responsáveis pela coleta do lixo.

 

Reforçando a prevenção contra a covid-19

Enquanto a vacina ainda não se tornar uma realidade para todos os brasileiros, devemos continuar seguindo as recomendações referentes à prevenção contra o novo coronavírus. O uso de máscaras, distanciamento social e a higienização das mãos e desinfecção de objetos e superfícies continuam sendo as principais ferramentas no combate à pandemia. 

Relembre aqui: saiba como se prevenir do coronavírus!

Veja aqui: o isolamento doméstico na prevenção ao novo coronavírus.

Relembre aqui: 17 perguntas sobre limpeza e desinfecção para prevenção da covid-19.

 

 

Cuidados com o lixo domiciliar

Uma vez pertencente à classe de risco 3, todo material contaminado com o novo coronavírus deve ser descartado como um resíduo da categoria A1 (Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde, Anvisa), ou seja devem ser submetidos a tratamento em equipamentos que reduzam ou eliminem a carga microbiana compatível com nível 3 de inativação microbiana.

Saiba mais: Assintomáticos e covid-19: existem infectados sem sintomas?

Veja aqui: o isolamento doméstico na prevenção ao novo coronavírus.

Ainda que as recomendações sejam direcionadas àqueles em isolamento domiciliar ou quarentena, bem como aos que prestem assistência a essas pessoas, com suspeita ou confirmação de infecção pela covid-19, vale lembrar que muitas pessoas podem ser completamente assintomáticas. Sendo assim, pratique as recomendações gerais abaixo para se prevenir:

  • Descarte todos os materiais contaminados ou possivelmente contaminados em um recipiente destinado unicamente a estes resíduos.
  • O descarte deve ser feito em saco de lixo impermeável e resistente a ruptura e vazamentos;
  • Para o descarte, escolha um recipiente com tampa, preferencialmente com acionamento por pedal para evitar a possível contaminação durante o manuseio;
  • Reserve um borrifador contendo solução desinfetante e utilize-o sobre os resíduos sempre após o descarte e antes de fechar a tampa;
  • Ao fechar o saco de lixo, utilize luvas e máscara;
  • Feche o saco de lixo quando estiver em dois terços de sua capacidade, garantindo assim o isolamento adequado do conteúdo;
  • Após o fechamento, coloque-o dentro de outro saco de lixo (dupla camada para o isolamento) e borrife a solução contendo desinfetante sobre a região do lacre ou nó manual;
  • Identifique os resíduos (utilize uma fita vermelha ou qualquer outro aviso com esta finalidade), de modo a ajudar na prevenção dos trabalhadores da coleta de lixo.

 

Contribua no combate à pandemia: faça a sua parte

O descarte de resíduos domiciliares contaminados pelo novo coronavírus, apesar de ser uma tarefa individual, depende fortemente da responsabilidade social. Assim como nas demais medidas de prevenção ao coronavírus (uso de máscara, higienização das mãos, desinfecção de objetos e superfícies, distanciamento social), é preciso que cada um faça a sua parte no enfrentamento da pandemia.

 

 

Quer entender melhor os termos e conceitos sobre o novo coronavírus e a pandemia de covid-19? Acesse o nosso Dicionário "Para Entender a Pandemia"!

© 2022 SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social.