• Banner Blog

17 Perguntas sobre limpeza e desinfecção para prevenção da covid-19

Autores*: João Rafael Assis Alderete, Ingrid Lourenço, Mateus Jorge Nardelli, Gabriella Yuka Shiomatsu, Vitor Yukio Ninomiya, Ricardo Tadeu de Carvalho.

Uma das principais medidas para reduzirmos a transmissão do novo coronavírus dentro de casa, especialmente quando temos um caso suspeito ou confirmado de covid-19 morando conosco, é a correta limpeza e desinfecção de superfícies e objetos. 

Vivemos uma situação inédita e por isso mesmo podem surgir muitas dúvidas sobre esse assunto, mesmo sendo algo do nosso dia-a-dia. Descubra aqui as respostas para as principais perguntas sobre limpeza e desinfecção para prevenção da covid-19!

Como devo realizar a limpeza dentro de casa?

É indicado que a superfície de móveis/utensílios tocados com frequência sejam limpos em duas etapas: inicialmente limpar com água e sabão (essencial para reduzir o número de germes e retirar sujeira/impurezas) e, em seguida, desinfetar (veja a pergunta 3), para matar germes presentes na superfície. 

Preciso limpar a casa inteira ou existem alvos específicos?

O objetivo da limpeza é reduzir as chances de contágio por meio de objetos. Por isso, é importante limpar a superfície dos objetos mais utilizados, como mesas, maçanetas, interruptores, bancadas, maçanetas, telefones, teclado do computador, sanitários, torneiras e outros.

Então, observe quais são os utensílios que são mais tocados na sua casa!

O que é um produto desinfetante?

O produto mais conhecido no nosso meio é a água sanitária, que apresenta na sua composição o hipoclorito de sódio. A água sanitária não deve ser usada pura, deve-se diluir uma colher de sopa para cada litro de água.

Alvejantes comuns que contêm hipoclorito ou soluções com, pelo menos, 70% álcool também podem ser utilizados. Esses produtos devem ser aplicados apenas em superfícies e de acordo com a forma de uso descrita no rótulo.

Posso misturar mais de um desinfetante para aumentar a ação dele?

Evite fazer mistura de produtos químicos, siga as instruções de cada produto e os use separadamente. 

Existe algum cuidado específico para lavar roupa?

Os itens devem ser lavados de acordo com as instruções do fabricante ou da forma como você já está acostumado.

Preciso lavar a roupa da pessoa que tem sintomas gripais separadamente? 

As roupas de pessoas sadias e doentes podem ser lavadas juntas, porém utilize luvas descartáveis ao manusear as roupas sujas da pessoa doente. Após isso, retire as luvas e lave as mãos imediatamente. 

Existe uma frequência recomendada para lavar as mãos, como a cada 30 minutos?

Não. As mãos devem ser lavadas com frequência, mas não há um padrão de tempo para isso. Entretanto, após certas situações é preciso lavar imediatamente:

  • após remover luvas e após contato com uma pessoa doente;
  • após assoar o nariz, espirrar ou tossir;
  • após utilizar o banheiro;
  • antes de preparar alimentos ou comer;
  • após contato com animais;
  • antes e depois de cuidar de uma pessoa que precisa de assistência.

Qual é a orientação sobre como lavar as mãos?

Ao lavar as mãos, é necessário utilizar água e sabão. O recomendado é pelo menos 20 segundos ensaboando as mãos de forma a englobar palmas das mãos, costas das mãos, unhas, entre os dedos e os punhos. Em seguida, enxaguar.

Posso apenas utilizar álcool em gel ao invés de lavar as mãos?

Sim, desde que suas mãos não estejam visivelmente sujas (nesse caso, prefira água e sabão). Utilize desinfetantes para as mãos que possuam ao menos 60% álcool. Lembre-se de sempre seguir as orientações de uso da embalagem do produto. 

Há algum cuidado que preciso ter em relação a ventilação dos ambientes?

É importante manter os ambientes ventilados quando possível. Caso o local possua ar-condicionado, é importante assegurar que seu sistema esteja limpo. 

Como isolar uma pessoa com sintomas dentro de casa?

Toda pessoa com sintomas respiratórios ou infecção confirmada pelo novo coronavírus deve ficar em isolamento dentro de casa para não contaminar demais residentes. Se possível, essa pessoa deve ficar em um quarto separado e usar um banheiro próprio.

Como fazer a limpeza do quarto de alguém doente?

Se possível, é preferível que a pessoa doente realize a limpeza do seu próprio ambiente. 

Se outra pessoa for fazer a limpeza, esta deve ser feita apenas caso o lugar esteja visivelmente sujo, para reduzir as exposições ao vírus. Nessa situação, o cuidador e especialmente a pessoa doente devem utilizar máscara.

As outras orientações para limpeza são iguais às já explicadas nesta página.

E o restante da casa?

Se houver uma pessoa doente, mesmo que ela esteja em um ambiente isolado, é preciso maior cuidado na limpeza do restante da casa: superfícies que são frequentemente tocadas (por exemplo: maçanetas, mesas, cadeiras, interruptores, aparelhos digitais, torneiras, entre outros) devem ser desinfetadas diariamente com os produtos adequados.

E se for necessário compartilhar o banheiro?

Nesses casos, o ideal é que a pessoa doente faça a higienização do banheiro, com os produtos adequados, após cada uso. 

Caso isso não seja possível, outra pessoa deve fazer essa tarefa. Para fazer a limpeza, ela deve esperar o máximo de tempo possível após o uso pela pessoa doente, minimizando assim o risco de contato com o vírus.

Como higienizar a louça usada por alguém doente?

A pessoa que está lavando a louça deve lavar talheres e demais utensílios com detergente e água quente e deve utilizar luvas de borracha. Após retirar as luvas, é preciso lavar as mãos imediatamente. Outra alternativa é usar uma máquina de lavar louças.

 

O que fazer com o lixo produzido pela pessoa doente?

Deve haver uma lixeira com saco plástico no quarto próprio da pessoa doente. Para recolher o saco de lixo, use luvas. Após a retirada das luvas, lavar as mãos adequadamente.

Sou responsável por um espaço de atendimento a pessoas. Como fazer a higiene do local?

As medidas orientadas nesta página são adequadas para a prevenção da contaminação em casas e apartamentos. Para ambientes com maior circulação de pessoas, outras medidas podem ser necessárias. A SES-MG possui recomendações voltadas a diversos tipos de estabelecimentos, como: farmácias e drogarias, supermercados, restaurantes e serviços de acolhimento social.

 

A limpeza e a desinfecção de superfícies e objetos em nossas casas devem se tornar um hábito diário se quisermos impedir a transmissão do novo coronavírus. São medidas simples que, se praticadas todos os dias, temos certeza que farão parte da sua rotina! Aliadas às medidas preventivas gerais, como o uso de máscaras, o distanciamento social e a higienização das mãos, elas serão nossas principais ferramentas para o combate à covid-19.

 

Quer saber mais sobre coronavírus? Siga a SES-MG no Instagram, no Facebook e no Twitter.

*Este post foi escrito pelos alunos da Faculdade de Medicina da UFMG pela parceria da SES-MG com o projeto Adote sua Vizinhança em Tempos de covid-19.

Este texto foi redigido conforme as evidências disponíveis até 03/08/2020.

© 2021 SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social.