• Banner Blog

Máscara de tecido, máscara cirúrgica e máscara N95: quando usá-las?

Autor*: Matheus Gonçalves Flores, Leandra Prates Diniz, Vitor Yukio Ninomiya, Ricardo Tadeu de Carvalho.

A máscara de proteção respiratória tornou-se um dos principais símbolos da pandemia de covid-19 e, consequentemente, do ano de 2020.  Antes utilizada cotidianamente apenas em alguns países asiáticos—, fato que era visto com curiosidade pelo Ocidente —, a máscara agora é utilizada em todo o mundo, consagrando-se como uma importante medida na contenção do covid-19.

Apesar delas estarem (ou devessem estar) no rosto de todos, muitas pessoas ainda não sabem que existem diversos tipos diferentes de máscaras, e que cada um deles deve ser utilizado em ocasiões específicas. 

Quer entender melhor sobre esses detalhes? Confira aqui!

 

Quais são os tipos de máscaras respiratórias?

Máscaras de tecido: são aquelas produzidas artesanalmente em casas ou confeções com materiais não médicos, como tecido, malha ou retalhos. É o tipo mais visto nas ruas, variando muito em forma, cor, material e estilo. Elas podem ser lavadas e reutilizadas. Se você quer saber o modo correto de produção e higienização dessas máscaras caseiras, acesse esta orientação da ANVISA ou nosso post sobre isso.

 

Máscara cirúrgica: produzida industrialmente com materiais específicos e descartáveis, a máscara cirúrgica é normalmente utilizada por profissionais de saúde durante procedimentos. Ela apresenta como diferenciais:

  • um material que filtra partículas menores que os tecidos comuns;
  • a presença de um arame que permite uma melhor adequação ao contorno da área do nariz, minimizando frestas e aumentando a proteção.

 

Máscara N95: também são  produzidas em nível industrial para profissionais de saúde. Elas buscam oferecer a melhor proteção contra aerossóis, as menores partículas respiratórias possíveis para a transmissão dos vírus. Durante procedimentos médicos, como intubações, elas são eliminadas em grande quantidade. Por isso, é necessária essa proteção maior.

Para isso, elas têm várias camadas de diversos materiais, além de serem muito anatômicas, de modo a  minimizar ao máximo os espaços por onde o ar poderia passar sem ser filtrado. Elas são as mais caras de serem produzidas e estão em falta até mesmo para profissionais de saúde.

 

Quando e por quem cada tipo de máscara deve ser utilizado?

Máscara de tecido: deve ser utilizada por todos ao sair de casa, em ambientes abertos ou fechados com muitas pessoa, como ônibus, metrôs e supermercados.

 

Máscara cirúrgica: segundo nota técnica da SES, pacientes suspeitos e confirmados com sintomas de síndrome gripal devem utilizar máscara cirúrgica nos serviços de saúde e durante o transporte. Se esses pacientes tiverem um acompanhante, ele também deverá usar máscara cirúrgica.  

Profissionais de saúde e de apoio devem utilizar máscara cirúrgica sempre que prestarem assistência a menos de 1 metro do paciente suspeito ou confirmado de infecção pelo novo coronavírus.   Trabalhadores que fazem a limpeza dos quartos e áreas de isolamento devem utilizar máscara cirúrgica durante todo o processo de higienização desses ambientes.

 

Máscara N95: profissionais de saúde devem utilizar máscara do tipo N95 sempre que realizarem procedimentos geradores de aerossóis no atendimento a pacientes suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus. Exemplos desses procedimento são:

  • intubação ou aspiração traqueal, ventilação não invasiva;
  • ressuscitação cardiopulmonar;
  • ventilação manual antes da intubação;
  • coletas mecânicas de secreções do nariz e da boca, entre outros.

 


Para informações técnicas sobre o uso de máscara para profissionais de saúde, acesse cartilha da ANVISA. A falta das máscaras N95 expõe esses trabalhadores a riscos elevados de infecção pelo novo coronavírus. 

 

Por que o uso da máscara é importante?

Segundo site do Centro de Prevenção e Controle de Doenças europeu, o uso de máscaras é muito importante, principalmente, por evitar que pessoas que já estão infectadas, mas não sabem, transmitam a covid-19. 

Quando utilizadas por grande parte da população, esse efeito protetor é cientificamente comprovado, poupando inúmeras pessoas dos grupos de risco de desenvolverem uma doença potencialmente fatal. Para maiores informações sobre a importância do uso das máscaras confira nosso post.
Entender quando e por quem cada tipo de máscara deve ser utilizado é importantíssimo. Contudo, outras medidas de prevenção como o distanciamento social, a higienização constante de mãos e de superfícies frequentemente tocadas são indispensáveis para nos protegermos contra a covid-19. Somente com a junção de todas essas medidas conseguiremos superar da melhor forma essa pandemia.

 

 

Quer entender melhor os termos e conceitos sobre o novo coronavírus e a pandemia de covid-19? Acesse o nosso Dicionário "Para Entender a Pandemia"!

 

*Este post foi escrito pelos alunos da Faculdade de Medicina da UFMG pela parceria da SES-MG com o projeto Adote sua Vizinhança em Tempos de covid-19.

© 2021 SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social.