• Banner Blog

Pais na pandemia: como conseguir informações confiáveis?

Autores*: Mariana Alcantara Nascimento, João Rafael Assis Alderete, Vitor Yukio Ninomiya, Ricardo Tadeu de Carvalho.

Qual o papel de informações confiáveis na pandemia? Em muitas regiões de Minas Gerais, a população tem experimentado uma retomada gradual das atividades devido à diminuição do número de novos casos de covid-19. Assim como em Minas, o continente europeu tem vivenciado essa nova fase — alguns países desordenadamente, com aumento da circulação do vírus; outros com melhor controle da pandemia

Especialistas apontam um fator como crucial para uma reabertura saudável: acesso a informações de qualidade à população. 

No entanto, ao circular pela internet, existe uma grande chance de se deparar com fake news. Saiba mais como proteger sua família do trágico efeito das notícias falsas!

 

Como saber se uma fonte é confiável?

  • Sites que terminam com .gov.br são confiáveis, pois são produzidos pelo governo brasileiro, com equipes técnicas especializadas. Bons exemplos são: https://coronavirus.saude.gov.br e http://coronavirus.saude.mg.gov.br
  • A Organização Mundial da Saúde (OMS)  —  órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) —  possui uma plataforma digital com informações produzidas por cientistas de destaque no cenário mundial. A agência brasileira da ONU preparou um site em português para fácil acesso da população: https://nacoesunidas.org/tema/coronavirus
  • Outro órgão confiável é a Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz - que tem um amplo arquivo sobre os principais aspectos da covid-19, além de perguntas e respostas frequentes. Outro instituto similar, dos Estados Unidos, é o Center for Disease Control (Centro de Controle de Doenças - CDC), que disponibilizou um guia para a proteção das crianças contra o coronavírus em língua inglesa.  
  • Veículos de imprensa de grande circulação são, também, ferramentas confiáveis de pesquisa: https://g1.globo.com/ e https://www.bbc.com/portuguese
  • Ao consultar outras plataformas, sempre procure as avaliações do site por meio de ferramentas de pesquisa como o Google. Suspeite de sites mal avaliados ou com denúncias de fake news. 

 

Como evitar as fake news?

  • Sempre que tiver acesso a uma informação, seja verbalmente ou nas redes sociais, utilize  ferramentas de verificação de notícias, como, por exemplo, o portal https://g1.globo.com/fato-ou-fake/
  • Quando não encontrar essa informação, consulte órgãos oficiais e boletins de saúde sobre o tema. Confira se os dados obtidos são diferentes da notícia recebida;
  • Grande parte das fake news são interpretações simplificadas da realidade, com conteúdo apelativo, e, quando apresentam soluções, elas se parecem com saídas milagrosas;
  • Sempre suspeite de uma informação que não possui fonte comprovada, como textos encaminhados pelo whatsapp, facebook ou outras mídias sociais. 

Pratique seu aprendizado em outras situações!

Nesse contexto, pais e responsáveis têm o papel de fornecer às crianças as informações confiáveis sobre medidas de prevenção e cuidado, além de como está o real cenário da pandemia. 

Fake news trazem prejuízos reais à sociedade, e os responsáveis por sua disseminação podem ser responsabilizados legalmente pelas consequências do conteúdo dos textos. Por isso, é importante exercitar uma forma adequada de adquirir conhecimento, tanto em relação à covid-19 quanto em outros aspectos na vida!

 

Quer entender melhor os termos e conceitos sobre o novo coronavírus e a pandemia de covid-19? Acesse o nosso Dicionário "Para Entender a Pandemia"!

*Este post foi escrito pelos alunos da Faculdade de Medicina da UFMG pela parceria da SES-MG com o projeto Adote sua Vizinhança em Tempos de covid-19

© 2022 SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social.