Insumos e capacitação para a campanha de vacinação na região central de Minas

Crédito: Leandro HeringerA Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), por meio da Superintendência Regional de Saúde de Belo Horizonte (SRS-BH), realiza ações estratégicas para a campanha de vacinação contra a covid-19 em 39 municípios da região central de Minas Gerais, dentre as ações: o envio de insumos para a vacinação e a capacitação de trabalhadores da saúde.

O motorista da prefeitura do município de Vespasiano, Fleming Batista, buscou as seringas e agulhas para a vacinação na Rede Frio da SRS-BH, nessa última sexta-feira (15/1). “Estamos levando os insumos hoje. São insumos de esperança. Muito feliz com isso. Agora está no carro, mas em breve estará no braço. Bora vacinar”, enfatizou.

A enfermeira intensivista, Vitória Carvalho, aponta a importância dos insumos para a vacinação. “Estou na linha de frente do combate à covid-19 desde março de 2020, vejo a chegada dos insumos como parte de um bom planejamento para termos recursos necessários para a vacinação. Como intensivista, percebo a vacinação como forma de também desafogar o sistema de saúde e diminuir a mortalidade. As seringas aquecem nosso coração”, declarou.

A professora universitária e doutora em biologia animal da Universidade de Brasília, Thaís Maya Aguilar, destaca a importância da ciência e da educação no contexto da pandemia: “O desenvolvimento tão rápido das vacinas contra a covid-19 é um marco muito importante da ciência e constitui um divisor de águas nessa pandemia. Traz muita esperança para que possamos voltar às atividades e à recuperação econômica. É um momento de valorizar a educação e estimular a ciência no país”, afirmou.

A moradora de Belo Horizonte e natural de Almenara, Léa Fonseca do Amaral, parabeniza o Governo de Minas pela estruturação para a campanha de vacinação: “Vejo com grande alegria e esperança que Minas Gerais se preparou para uma campanha de vacinação tão importante”, observou.

Capacitação

Com a chegada de insumos, Regional de Saúde de Belo Horizonte, por meio da Coordenação de Vigilância em Saúde, capacitou, na última quinta-feira (14/1), referências técnicas em imunização e de Atenção Primária para preenchimento do Sistema de Cadastro e Permissão de Acesso (SCPA) e Módulo Covid-19 do Sistema Nacional de Informação (SI-PNI). O objetivo é preparar profissionais para a Campanha de Vacinação da covid-19 para mais de 6 milhões de mineiros dos 39 municípios da Superintendência Regional de Saúde  de Belo Horizonte (SRS-BH).

O SCPA é um sistema desenvolvido pelo Ministério da Saúde (MS) com o objetivo de unificar todos os sistemas de informação. Já o SI-PNI registra dados e gera informações de ações de imunização como número de doses aplicadas, cobertura vacinal, controle de distribuição de vacinas e monitoramento de evento adverso pós-vacinal.

A palestrante e referência da SRS-BH do SI-PNI, Joana Lopes, destaca que haverá cadastro de doses públicas e particulares. “Quem tem sistema próprio – seja clínica particular ou município – deve se adequar ao sistema oficial. No caso, a desenvolvedora do sistema terá que fazer adequações para ter interoperabilidade com o sistema oficial”, explicou.

Para locais sem acesso à internet, será disponibilizado a Coleta de Dados Simplificada (CDS) do sistema eletrônico do Sistema Único de Saúde (e-SUS). Se a situação for pontual, os profissionais são orientados a realizar o cadastro em planilha e depois lançar no SI-PNI.

A coordenadora de Imunização do município de Vespasiano, Alessandra Dornas, salienta haver grande ansiedade da população para a vacinação. “Vamos repassar essas informações para todos os profissionais e há grande engajamento dos profissionais de saúde para realizarmos o melhor trabalho possível nesse momento histórico da saúde pública”, enfatizou.

Por: Leandro Heringer
© 2021 SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social.