Você sabe como surgiu o coronavírus SARS-CoV-2?

Autores*: Marcela Tozzi, Ingrid Lourenço, Vitor Toledo, Mariana Alcantara Nascimento, João Rafael Assis Alderete, Ricardo Carvalho e Mateus Nardelli
Supervisão técnica: Juliana Wilke Saliba, prestadora de serviços na SES-MG pela parceria com a OPAS

 

Você sabe como surgiu o coronavírus? O novo coronavírus, apesar de ser aproximadamente 250 vezes menor que um grão de areia, conseguiu perturbar o modo de vida de todo o planeta. No passado, outros tipos de vírus também surgiram e causaram surtos mundiais semelhantes ao da covid-19. Por exemplo, um tipo de vírus da gripe matou mais de 50 milhões de pessoas entre 1918 e 1920 — a famosa Gripe Espanhola.

Agora, estamos enfrentando um desafio com um tipo de vírus diferente, de outra família — os coronavírus. Para evitar que ele cause tantas mortes quanto a Gripe Espanhola, os cientistas investiram bastante para entender como ele surgiu. Ficou curioso? Confira o nosso post!

 

O que é o coronavírus?

O novo coronavírus é chamado cientificamente de SARS-CoV-2. Essa palavra difícil contém informações importantes, como:

  • SARS é uma abreviação de uma síndrome chamada de Severe Acute Respiratory Syndrome, que é traduzida como Síndrome Respiratória Aguda Grave. Essa é a forma grave de muitas doenças respiratórias e o principal sintoma é a dificuldade de respirar;
  • CoV é uma abreviação de coronavírus, a família de vírus que ele pertence;
  • por fim, o número 2, porque ele é muito parecido com uma outra espécie de coronavírus que quase virou uma pandemia em 2002, o SARS-CoV.

Modelo tridimensional do novo coronavírus em vermelho e amareloModelo tridimensional do novo coronavírus em vermelho e amarelo. Crédito: CDC.

Como surgem as novas doenças?

Virose emergente é o termo utilizado quando um novo vírus é identificado ou descoberto como causador de doença nova, enquanto a virose reemergente ocorre quando uma doença viral considerada controlada volta a afetar a população.

O novo coronavírus é um exemplo de novo vírus identificado como causador de uma nova virose. A febre amarela, por sua vez, é um exemplo de doença reemergente: o avanço do homem para áreas endêmicas alterou o comportamento silvestre do vírus, causando novos casos em áreas urbanas.

o novo coronavírus foi inicialmente observado em dezembro de 2019 na cidade de Wuhan, China. Os doentes tinham em comum o contato prévio com o mercado de Wuhan, conhecido por vender alimentos da cultura local, como animais considerados exóticos para ocidentais.

Os cientistas pensam que a resposta para como surgiu o novo coronavírus esteja na transmissão por meio de animais, de forma semelhante aos vírus de 2003 — que infectou os humanos em contato com morcegos infectados. Pensa-se que provavelmente os animais hospedeiros estavam sendo vendidos no mercado de Wuhan.

Essa investigação é feita pela vigilância epidemiológica. No Brasil, é uma função fundamental do Sistema Único de Saúde (SUS), pois nos permite identificar a ocorrência de viroses emergentes ou reemergentes. 

Como surgiu o coronavírus SARS-CoV-2?

Quando um novo vírus passa a infectar humanos e vem dos animais, ele é chamado de zoonótico. Zoo é animal em grego antigo. Uma doença causada por esse tipo de vírus é chamada de zoonose. Outros tipos de zoonoses são a Raiva, a Dengue e a Leishmaniose.

O controle de zoonoses é muito importante! Então, quando um agente de controle das zoonoses bater em sua porta, dê todas as informações que ele precisa.

O que se sabe até o momento é que o novo coronavírus é muito parecido com outros vírus encontrados em morcegos, o que pode indicar que talvez exista um parentesco entre eles. Essa análise é feita por meio de técnicas de sequenciamento genético, uma técnica que desvenda o que está escrito no manual do vírus.

Entendendo melhor…

Material genético é como se fosse um manual de instrução para criar as estruturas que formam um ser vivo.

Origem do coronavírus dos animais até o home. Origem do coronavírus dos animais até o homem. Crédito: Firas A Rabi, Mazhar S Al Zoubi et al/MDPI.com

 

Dessa forma, é possível comparar o material genético de diferentes espécies, como se fosse um jogo dos sete erros. Esse achado sugere para os cientistas que existe uma relação entre esse vírus da natureza e o vírus que está causando a pandemia hoje.

Apesar disso, ainda não é possível dizer com certeza se o novo coronavírus veio diretamente do morcego, se foi passado dele para o homem, ou se chegou ao ser humano por outro caminho ou por outros animais. Acredita-se que o novo coronavírus também tenha infectado uma espécie de animal chamada de pangolim antes de passar para o homem.

Vale lembrar que maltratar ou matar esses animais não contribui para a prevenção ou combate à covid-19!

Fotografia de um pangolim, um possível hospedeiro intermediário do novo coronavírus.Fotografia de um pangolim, um possível hospedeiro intermediário do novo coronavírus. Crédito: Tikki Hywood Trust.

Devemos ficar atualizados sobre a covid-19 por meio de canais confiáveis de informação. Esse também é um passo importante no combate e prevenção à doença. Tome cuidado com as notícias falsas (fake news): sempre verifique a fonte e a data de publicação da notícia, porque fatos sobre o novo coronavírus são atualizados diariamente. Então, agora que você já sabe como surgiu o coronavírus SARS-CoV-2, não vai cair mais em pegadinhas, não é?

Quer receber informações confiáveis sobre o coronavírus? Então, não deixe de seguir nossa página no Facebook!

*Esse texto foi desenvolvido pela parceria da SES-MG com o projeto "Adote Sua Vizinhança em tempos de Coronavírus" da Universidade Federal de Minas Gerais.

 

© 2020 SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social.