Coronavírus e animais: entenda o que você precisa saber!

Autores*: Ingrid Caroline Figueiredo, Victor Nardelli Durço, Gabriella Yuka Shiomatsu, Vitor Yukio Ninomiya, Ricardo Tadeu de Carvalho.

O que você sabe sobre a relação entre a covid-19 e os animais? Muito se tem falado sobre a transmissão entre humanos e os cuidados que devemos ter para evitar a transmissão do novo coronavírus, mas quais são os cuidados com os animais? Acompanhe aqui o nosso post e descubra o que sabemos até agora!

 

O que a ciência já sabe sobre a relação entre animais e o novo coronavírus?

A ciência ainda não chegou a uma conclusão sobre a fonte da pandemia da covid-19, porém há uma forte sugestão de que essa doença, originalmente , surgiu de animais, provavelmente morcegos.

 

 Os morcegos são os animais que a ciência acredita estarem relacionados com o início da pandemia da covid-19.

 

De acordo com os dados disponíveis, os animais não são considerados como fonte significativa de transmissão do novo coronavírus a humanos. Apesar disso, há sugestão de que o vírus pode ser transmitido de uma pessoa contaminada para animais após contato próximo. Por exemplo, um tigre de um zoológico de Nova Iorque foi o primeiro animal a testar positivo para a covid-19 nos EUA. Com muitas perguntas ainda sem respostas, mais estudos são necessários para entender melhor essa relação entre animais e o novo coronavírus:

  • quais animais podem ser infectados pelo novo coronavírus?
  • como seria o comportamento dessa doença nos animais suscetíveis?

A resposta dessas perguntas é muito importante para que possamos entender melhor quais são os animais que podem se infectar com o novo coronavírus, quais podem transmitir para outros animais e quais podem transmitir para seres humanos

 

Quais são os cuidados que devemos ter com os animais ?

É importante que os cuidados recomendados para a interação entre pessoas durante esse período de pandemia sejam utilizados também para a interação entre animais e pessoas, com algumas adaptações:

  • faça o possível para manter seu animal dentro de casa;
  • não mantenha contato com seu animal doméstico ou qualquer outro animal caso apresente sintomas gripais. Recomende que as pessoas que convivem com você façam a mesma coisa, caso também apresentem sintomas gripais;
  • se estiver doente e não for possível evitar o contato com o seu animal de estimação, evite compartilhar alimento, beijar, dormir na mesma cama que o animal e não permita lambidas. Também é importante usar máscara cobrindo o nariz e a boca e lavar as mãos sempre antes e depois de interagir com o animal;
  • durante o passeio com seu cachorro, mantenha-se pelo menos a dois metros de outras pessoas e evite lugares onde há aglomeração;
  • nunca cubra o focinho de seu animal com máscaras ou outros tecidos;
  • se houver suspeita de que seu animal esteja doente, procure ajuda veterinária.

 

 Os cuidados preventivos contra a covid-19 com os animais são parecidos com os cuidados com as pessoas.

People photo created by prostooleh - www.freepik.com

 

Os animais devem ser testados para a covid-19 ?

A recomendação atual é para que não sejam feitos testes de rotina em animais, sejam eles animais selvagens, de zoológicos ou domésticos. A decisão de testar ou não os animais deve ser tomada pelos órgãos oficiais de saúde pública e saúde animal. E, em caso de animais doentes, os veterinários devem eliminar causas mais comuns para os sintomas apresentados antes de considerarem a realização do teste. 

 

O que fazer se um resultado der positivo nos animais ?

Primeiramente, devemos ter em mente de que as condutas referentes à transmissão do novo coronavírus presente nos animais ao ser humano, ainda apresentam pesquisas em andamento e não temos dados comprovados. Contudo, as informações atuais indicam que a conduta depende do quadro do animal. Em casos leves, o animal pode ficar em isolamento em casa, assim como é recomendado para pessoas com a covid-19. Em casos graves, o médico veterinário pode recomendar a hospitalização do animal. É importante salientar que, de acordo com os dados disponíveis, o mais comum é que os animais contaminados não apresentem sintomas mas, caso estes apareçam provavelmente serão leves e sem necessidade de hospitalização.

 

Medidas de prevenção da covid-19.

 

Ainda que os dados atuais não sejam tão precisos a respeito da covid-19 e os animais, devemos reforçar a ideia de que as medidas preventivas ainda continuam sendo as principais ações recomendadas. O cuidado com a higienização e a precaução de contato recomendadas pelas autoridades em saúde também se aplicam aos animais, de acordo com a relação que temos com eles. Assim, siga as recomendações propostas aqui neste post e mantenha-se sempre informado para evitar a propagação do novo coronavírus!

 

Quer saber mais sobre coronavírus? Siga a SES-MG no Instagram, no Facebook e no Twitter.

*Este post foi escrito pelos alunos da Faculdade de Medicina da UFMG pela parceria da SES-MG com o projeto Adote sua Vizinhança em Tempos de covid-19.

Este texto foi redigido conforme as evidências disponíveis até 31/07/2020.

© 2020 SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social.