O isolamento doméstico na prevenção ao novo coronavírus

Autores*: Leandro José Pedrosa de Lima Oliveira, Leandra Prates Diniz, Gabriella Yuka Shiomatsu, Vitor Yukio Ninomiya, Ricardo Tadeu de Carvalho.

O isolamento domiciliar é uma medida de distanciamento social recomendada para casos suspeitos ou confirmados da covid-19 que não demandam internação hospitalar. As medidas de precaução adotadas no isolamento domiciliar devem incluir a separação especial do doente e a instrução dos demais moradores sobre como conviver com a pessoa infectada de maneira que elas não sejam colocadas em risco.

Essa ação é comprovadamente eficaz e já foi estudada por diversos países, tendo artigos publicados nos principais canais de divulgação de informação científica, como renomadas revistas científicas, os portais das principais organizações de saúde do mundo (como a OMS) e as páginas de secretarias e do Ministérios da Saúde, como a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais

No Brasil, a orientação segue essa tendência e preza pelo isolamento domiciliar e, para que você possa conhecê-lo melhor, vamos listar aqui suas principais recomendações!

 

Orientações para o isolamento domiciliar

Figura de uma peça de jogo de tabuleiro afastada de um grupo de peças, representando o isolamento domiciliar.

Aqui abaixo, você encontra as medidas de precaução que devem ser tomadas quando há um ou mais membros da família com coronavírus:

  • mantenha distância mínima de 1 metro entre o paciente e os demais moradores da residência;
  • se possível, o paciente deve ficar em um quarto separado das outras pessoas, que seja arejado, mantendo-se as janelas abertas, mas a porta fechada;
  • se possível, o paciente deve usar um banheiro que não seja compartilhado;
  • os ambientes utilizados pelo paciente devem ser higienizados frequentemente com álcool 70% ou com água sanitária, devendo-se atentar para a limpeza das superfícies, inclusive no banheiro;
  • itens de uso pessoal do paciente, como toalha de banho, talheres, copos e outros objetos devem ser separados dos itens do restante dos moradores da residência;
  • o paciente deve sempre utilizar máscara de proteção cobrindo o nariz e a boca quando compartilhar o ambiente com outra pessoa ou quando cozinhar;
  • o paciente deve sempre cobrir o nariz e a boca com lenços ou com o braço ao espirrar e tossir, atentando-se para descartar os lenços em uma lixeira fechada e que não seja usada por outras pessoas e higienizar com álcool 70% as mãos e o braço;
  • manter o isolamento domiciliar para todos os moradores do domicílio por 10 dias e, caso algum morador confirme o diagnóstico nesse período, somente esse morador deve reiniciar a contagem dos 10 dias de isolamento;
  • caso o paciente apresente algum sintoma grave, como falta de ar, ele deve procurar assistência médica em uma unidade de emergência.

Mão com luva segurando um produto de limpeza para higienização das superfícies durante o isolamento domiciliar.

Essas instruções de isolamento doméstico são fundamentais para que os casos confirmados do coronavírus possam impedir que a transmissão domiciliar ocorra. Além disso, seguir tais medidas também ajuda na prevenção do contágio de outras pessoas!

Agora que você já conhece as medidas de isolamento domiciliar, não deixe de colocá-las em prática, caso seja necessário. E não esqueça de manter as medidas de prevenção em dia, seguindo as recomendações abaixo:

Medidas de prevenção da covid-19 para um bom isolamento doméstico.

 

Quer saber mais sobre coronavírus? Siga a SES-MG no Instagram, no Facebook e no Twitter.

*Este post foi escrito pelos alunos da Faculdade de Medicina da UFMG pela parceria da SES-MG com o projeto Adote sua Vizinhança em Tempos de covid-19.

Este texto foi redigido conforme as evidências disponíveis até 31/07/2020.

© 2020 SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social.